domingo, 22 de março de 2009

Dia Mundial da Água

O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU no dia 22 de Março de 1992.



O que é a Água ?

A água é uma substância formada por partículas minúsculas chamadas átomos, que agrupados formam moléculas. A molécula de água é formada por dois átomos de hidrogénio e um de oxigénio. Uma única gota de água é constituída por biliões de moléculas de água.

Visto do espaço, o nosso planeta parece um Planeta Azul, coberto na sua maioria por oceanos e mares. A água ocupa 70% da superfície da Terra e os continentes ocupam o resto. Os mares e os oceanos armazenam a quase totalidade da água existente no planeta.
A água está presente em toda a parte do nosso planeta: no ar, nas rochas, nos rios, nos glaciares, nas plantas e até no corpo dos seres vivos… O nosso corpo é, em grande parte, constituído por água.
Cerca de 97% de toda água existente no planeta Terra é água salgada e apenas 3% é água doce. De toda a água existente, apenas 1% está disponível para uso.


O dia 22 de Março de cada ano é assim destinado à discussão e debate sobre os diversos temas relacionadas com este importantíssimo bem natural, sem o qual não existiria vida na Terra.

No dia 22 de Março de 1992, a ONU também divulgou um importante documento: a “Declaração Universal dos Direitos da Água”, que apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que servem para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água.


Declaração Universal dos Direitos da Água

Art. 1º - A água faz parte do património do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.


Art. 2º - A água é a seiva do nosso planeta. Ela é a condição essencial de vida de todo o ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado no Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimónia.

Art. 4º - O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º - A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. A sua protecção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.

Art. 6º - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor económico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º - A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, a sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas actualmente disponíveis.

Art. 8º - A utilização da água implica o respeito à lei. A sua protecção constitui uma obrigação jurídica para todo o homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos da sua protecção e as necessidades de ordem económica, sanitária e social.

Art. 10º - O planeamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso atendendo à sua distribuição desigual sobre a Terra.

Antes de ser oficialmente criado pela ONU este Dia Mundial da Água, já o Conselho da Europa, consciente da importância da Água e da sua preservação, tinha elaborada em 6 de Maio de 1968 a “Carta Europeia da Água”.

25 comentários:

  1. Muito do que li, não sabia.
    Foi uma aula de catedra.
    Post muito útil
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Hola mi querida amiga Tétis,

    Que post mas bonito y gustoso, que bueno es beber cuando tenemos sed..

    Hasta el cuerpo humano es compuesto aproximadamente de 70 % DE AGUA, de donde como dice nuestra amiga Sedemiuqse :
    "el agua es la esencia del ser!"

    obrigado minha amiga
    bisous pour toi .

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Tétis... me equivoque, por eso lo borre, perdona, tu post muy bueno
    besitos y amor
    je

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito do q. li.
    Estas informações são muito úteis.
    Abracinho.
    isa.

    ResponderEliminar
  6. Temos de ter cuidado com este bem indispensável.
    Gostei muito do post.Muito útil.

    ResponderEliminar
  7. Olá Tétis,

    Um bom post, nunca é demais consciencializar para certos temas.

    Abraço grande

    telepatia?!...

    ResponderEliminar
  8. Amigo Andradarte

    Ainda bem que gostaste do post.

    Na blogosfera penso que todos aprendemos, os que colocam os textos e têm que procurar "matéria" para os construir, e os que os lêem e algum proveito hão-de tiar deles. Por muito que saibamos há sempre algo que desconhecemos.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  9. Hola Sedemiuqse

    Não precisas pedir desculpa. Há sempre confusão neste blog pelo facto de sermos 3 a escrever.

    Agradeço as tuas palavras e fico feliz por teres gostado do post.

    Besitos

    ResponderEliminar
  10. Poseidón,

    Nada mais certo: "que bueno es beber cuando tenemos sed...".
    Mas, se não preservamos este bem fundamental para a vida, corremos o risco de um dia vir a morrer de sede.

    Obrigada pelo teu comentário.

    Je t'embrasse!...

    ResponderEliminar
  11. Olá Isa,

    Obrigada por teres aparecido. A tua presença já é indispensável seja porque caminhos for que ande a luz do nosso Farol.

    Abracinho e beijinho também para ti.

    ResponderEliminar
  12. Olá Paula,

    É isso amiga, temos o dever de preservar este bem indispensável e fundamental para a vida.

    Porque razão não há vida (vida como nós a concebemos e conhecemos) em certos planetas?
    A resposta, todos nós já sabemos qual é: simplesmente porque não têm água!...

    Bjs.

    ResponderEliminar
  13. Argos,

    "Telepatia", é claro que foi isso, ou terás outra palavra ou expressão mais apropriada?

    Não imaginas o que me custou colocar este post... A minha constipação bloqueia-me completamente e as ideias custam a sair para o "teclado"!...
    Felizmente agora já estou um pouquito melhor.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  14. A água esse bem de suprema necessidade, porventura o bem mais precioso à face da terra, tão linda, tão azul umas vezes, tão verde esmeralda noutras, mas sempre tão bela. Obrigado por ter relembrado a sua importância para a humanidade e que o homem vem malbaratando para o futuro.

    ResponderEliminar
  15. Agradeço este artículo. Obrigado pela claridade e mesmo pelo rigor da escrita. Abraços, Tino

    ResponderEliminar
  16. Salvé querida Tetis!
    A propósito de água...

    Sangue, suor e lágrimas...
    mar... de dor!
    Amar...será melhor!


    "EARTH WATER" poderá não ser o bastante... mas pela vossa sede, a dor, far-se-á... amar!
    Bebam-na!

    Gostei muito deste post, pela especificidade, pela atenção e pelo cuidado..enfim,, pelo AMOR!

    Estamos em sintonia quanto ao OLHAR pela nossa CASA AZUL!
    que Deus A proteja e a ti também minha querida.

    ESPAVO! - "reconhecendo a Luz que há em ti!" - como em MU

    Sempre...
    MAriz


    (Memo: ainda bem que soubemos quem postou desta vez! - o que nem sempre acontece - e foi esse o ponto principal que fiz referência, aquando daquele "lençol" que vos dirigi e que o Argos tão amavelmente me respondeu mas não ao essencial. - ai..ai..ai!)

    ResponderEliminar
  17. Salvé Argos!
    Grata pelo comentário sobretudo mais grata ainda por o ter sentido...
    é porque fez aí dentro...algum sentido - srsrsr

    Abraço meu de sempre
    ternamente...
    Mariz

    ResponderEliminar
  18. Estou um pouco apática por estes dias, mas prometo que me breve conseguirei escrever algo a altura de meus leitores.
    Peço desculpas por ser tão frágil e neste momento estar isolada e triste, mas não consigo ser diferente neste momento.
    Deixo aqui agora um pouco de minha tristeza.
    Prefiro viver cada momento, mesmo que seja triste prefiro viver a tristeza, depois chegará a hora da felicidade e, está será plena como a tristeza.

    ResponderEliminar
  19. Olá querido amigo,vim tem devolver-te a visita a minha blog e conhecer o teu,muito bonito e interessante ,me gustaMuchas obrigado por passar por o,volta quando queiras sempre tendras um rinconcito em meu mediterraneo para ti e seras bem recebido,eu se não te importa seguire visitando o teu. Um besito com todo meu cariño. Feliz semana.

    ResponderEliminar
  20. Olá Manuel Afonso,

    Obrigada pelo seu comentário que mais parece um poema, um hino a esse bem tão precioso e que, infelizmente e bem mal para todos nós, pouco se respeita e tanto se desperdiça.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  21. Olá Tino,

    Agradeço o teu comentário e os elogios que fazes ao texto.

    É sempre um prazer ver-te por aqui.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  22. Amiga Mariz,

    Os teus comentários, ou os teus "lençóis", são sempre bem vindos e um prazer para nós recebê-los e lê-los.

    É claro que estamos em sintonia, eu diria "perfeita".
    É verdade, sou também uma defensora do nosso Planeta Azul e dos seus recursos naturais que, infelizmente, alguns pensam que são inesgotáveis. Eu acho mesmo que eles nem sequer pensam, pois enquanto não sentirem na pele a privação de certos bens essenciais, como a água, nunca conseguirão dar valor ao que ela representa na vida de todos nós.

    Amiga, estamos os 3 a tentar corrigir-nos e a assinar todos os posts que colocamos para tu e os outros amigos saberem quem escreve e a quem se devem dirigir.
    Como Argos já te explicou, existem posts da autoria de mais do que um de nós. Nesses casos publicaremos como Amizade mas no fim do posts colocaremos os nomes dos seus autores.

    Um beijinho amigo

    ResponderEliminar
  23. Amiga Maria,

    Que é isso de tristeza? Não gosto de te ver assim. Sabes que, embora à distância e "virtualmente", tens aqui muitos amigos dispostos a confortarem-te, a apoiarem-te e a, se necessário, emprestar-te um ombro amigo para descansares a tua cabecinha e chorares à vontade.

    Brevemente irei ao teu blog tentar dar-te um pouquinho de ânimo.

    Vá, vamos lá sacudir essa tristeza e pensar em coisas bonitas e positivas. Pode ser ?

    Envio-te um ramo de flores silvestres, colhidas nos campos de Portugal, nestes primeiros dias do começo da Primavera.

    Um abraço bem apertado e com tudo de bom para ti.

    ResponderEliminar
  24. Hola Carmen,

    O comentário que deixaste é dirigido a Poseidón mas é Tétis que vem aqui agradecer-te as tuas gentis palavras.

    Aparece sempre que queiras e deixa-nos um comentário. Teremos também muito gosto em visitar-te no teu blog.

    Un abrazo

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.