sábado, 26 de dezembro de 2009

Natal das Sombras

A “equipa” do Farol, Tétis, Poseidón e Argos, desejam a todos os nossos amigos a continuação de umas festas muito felizes!
Este poema é dedicado especialmente a todos aqueles que nestes dias, para além da alegria alusiva a esta quadra, sentem também alguma nostalgia e muito AMOR.
Porque o Natal, citando o poeta Miguel Trigueiros, “É só isso, isso, isso, O AMOR, assim tal e qual.”

Natal das Sombras

Vêm as sombras hoje ter comigo.
Vêm as sombras num cortejo lento.
(Vêm as sombras a pedir-me abrigo
Ou sou eu que as procuro em pensamento?)

Natal das Sombras! Bem o oiço e vejo.
Bem o sinto! Andam passos no caminho...
Chegam todas as sombras num cortejo,
Sentam-se à minha volta, de mansinho...

Primeiro, a sombra de meu Pai... – Meu velho,
Vem aquecer-te, que está frio no Espaço!
Vem dar-me a tua bênção, teu conselho
E o teu abraço... Ah, mas que fundo abraço!

Há tanto tempo que não vinhas! Tanto!
Já na minha lembrança era sol-posto...
Perdoa! Olha as estrelas do meu pranto
Como derramam luz sobre o teu rosto!

Vieste agora, Pai, vieste agora
A festejar comigo o dia eleito,
Na hora da Família, nesta hora
Em que a ausência é presença em cada peito!

A noite de Natal tomba ao de leve
E de mistério a natureza veste...
Lá fora há tanto frio! O luar é neve.
Mas cá dentro há calor – porque vieste…

Natal das Sombras! Tu agora, Avó…
Partiste há pouco mas voltaste cedo…
Não tenho medo. Vem. Eu não estou só.
Chega-te ao pé de mim…Não tenho medo.

Medo de quê? É o Natal das Sombras…
A vida e a morte são a mesma linha.
Mistério dos que voltam: não me assombras.
Chega-te ao pé de mim, boa avozinha!

Foi bom que tu viesses. Mas eu sei:
Não podes demorar-te, com certeza…
Oh avozinha, fica! – Há bolo-rei
E nós cabemos todos nesta mesa…

E agora os tios…Boa noite…Olá!
Sentem-se aqui…Há lume na lareira…
Oh, a alegria enorme que me dá,
Se puderem ficar a noite inteira!

É Dezembro lá fora? Aqui é Maio,
Pois onde entra o amor tudo floresce.
Quereis um golo de cacau? Tomai-o
Bem quentinho! Vá lá, senão ele arrefece…

Porque não falam? Quero ouvir as vozes
Que há tantos anos esqueceram já…
Gostam de doces? Tenho aqui filhozes…
Foram feitas em casa…Provem! Vá!

E agora tu meu filho…Tão pequena
Que a tua sombra franzininha é!
E ao pé dela é tão grande a minha pena…
- Mas ainda é maior a minha fé.

Pousa as tuas mãozitas nos meus ombros.
Não te esqueci, Nem esqueço mais. Descansa.
Tu renasces comigo dos escombros.
Tu renasces comigo em cada esperança.

Encosta a cabecinha nos meus braços.
É Noite de Natal. Meu filho, vem!
Foi longa a caminhada dos espaços,
Mas, agora voltaste…Ainda bem.

E as nossas Mães…A tua e a minha mãe.
Quem, como elas, é connosco? Quem?

E, por último, tu, avô velhinho,
Meu Deus! Estás tão cansado, tão desfeito!
Tão pálido que chegas! Tão curvadinho,
Mas, lá por dentro, sempre tão direito!

Toma esta manta e cobre os teus joelhos.
- Já estamos todos…Como é bom assim!
Agora conversemos. Sim, meus velhos?

Saudade: É o teu Natal dentro de mim.

(Miguel Trigueiros)

14 comentários:

  1. Encantada por conhecer este vosso espaço.
    Agradeço o comentário e a visita ao meu blog.
    Continuação de boas festas.

    ResponderEliminar
  2. Dios los bendiga en esta Navidad, y les conceda alegrías, paz y felicidad.

    Un Año Nuevo lleno de dicha y prosperidad es nuestro más cálido deseo para todos .

    Isabel

    ResponderEliminar
  3. Mais um momento lindo,abrangente,que
    aquece o coração.
    Beijos.
    isa.

    ResponderEliminar
  4. A todos da equipe beijos e meus votos de um Ano Novo cheio de paz e amor.
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Parabéns pelo belíssimo blogue.
    Um abraço aos três e continuação de boas festas.

    ResponderEliminar
  6. Amigos queridos, venho lhe desejar adiantado um feliz Ano Novo repleto de coisas boas! Muita paz, harmonia e luz no seu coração. Ficarei off até dia primeiro. Bjos na alma!

    ResponderEliminar
  7. Gracias amigo, por tus bellísimas palabras. Gracias por interesarte por mis escritos..

    Felices fiestas, vendré a leerte.
    Jacquie.

    ResponderEliminar
  8. Os deseo muchísima fuerza para que el próximo año nos sigaís deleitado con tantas maravillas en el blog como en el que ahora termina.

    Argos, Tetis, Poseidón... mis amigos en la distancia y sin embargo tremendamente juntos.

    Os adoro.

    ResponderEliminar
  9. Obrigada por seguir Amor Revolucionário.
    Feliz Ano Novo.

    Beijo.

    Jacque

    ResponderEliminar
  10. A equipa do Farol continua desejar a todos os nossos amigos umas Boas Festas!

    O nosso obrigado a todos que nos acompanham e um grande abraço

    Tétis, Poseidón e Argos

    ResponderEliminar
  11. E os anos não roubam a magia a este Homem, à sua voz, aos poemas que canta.
    Obrigada Amigos, foi muito bom recordá-lo, revê-lo, ouvi-lo.
    Um grande Abraço para os três "meninos" do Farol, com votos de um bom 2010 e, como dizia o nosso querido Raúl Solnado: "Façam o favor de ser felizes..."

    ResponderEliminar
  12. Não sou a única a pensar que o Natal é triste pelas pessoas que faltam...
    Linda a sua poesia...
    Abraços!




    www.lyapoesia.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Parabéns à equipe por este blog tão bacana e cheio de amizade! Realmente aqui é um espaço de amigos, entretenimento e informações...

    Derbson Frota
    Tianguá CE
    twitter.com/derbsonfrota

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.