domingo, 31 de maio de 2015

Uma vida

Tenho muito mundo preso dentro de mim.
É esse o motivo  que me faz olhar de forma diferente de ti.
E o que vejo e sinto alimenta o meu interior, fazendo crescer cada vez mais esse mundo.
Ele já quase não cabe no peito, aperta-me o coração, por vezes parece querer asfixiar-me.
Preciso urgentemente de encontrar a chave que o liberta, mas ela perdeu-se.
Algures, entre o grito silencioso e o olhar desigual.

21 comentários:

  1. Se sentir aprisionado e incapaz de libertar nossos sentimentos mais contendentes nos deixa tristes e a desilusão vem nos fazer companhia
    Encontre logo essa chave amigo e liberte-se
    Um semana abençoada
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Gracita,

      A chave é difícil de encontrar, mas a questão poderá ser outra, queremos mesmo encontrar a chave e olhar de frente esse mundo?

      Abraço grande e boa semana

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Abraço Grande, Argos!

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Janita,

      A síndrome do " del agudo" já chegou aí? :-)

      Abraço grande

      Eliminar
    3. Do "Del agudo" talvez não, Argos! Acontece raramente... mas se calhar é melhor do que a síndrome do "Delete crónico"!! :-))

      Beijinhos e abraços!

      Eliminar
    4. Janita,

      Xeque- mate!

      Abraço grande

      Eliminar
  3. Texto precioso que nos conduz a uma grande reflexão sobre a vida e o que dela fazemos, sobre os sentimentos que guardamos dentro de nós e que precisam ser soltos para que floresçam e dêem frutos.

    Gostei muito, Argos.

    Abraço

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Olinda,

      Obrigado pelas suas amáveis palavras.
      Mas na verdade queremos mesmo libertar esse mundo interior?
      Teremos coragem?

      Abraço grande e boa semana

      Eliminar
  4. Amigo Argos,

    Acredito que esse mundo imenso que tens dentro de ti, por vezes, pareça sufocar-te. Acredito que o que vês e sentes alimente num crescendo esse mundo interior.
    Mas acredito também que não é qualquer chave que o pode libertar. Esse teu mundo é demasiado rico e precioso para ser liberto por qualquer chave.

    Dizes que a chave se perdeu... acredito mais que ela se encontre bem guardada num local pouco acessível que só tu conheces, ou até talvez não tenha ainda sido fabricada a chave capaz de abrir esse cofre tão valioso que guardas dentro de ti.

    Quem como tu concebe textos tão belos, bem reveladores desse mundo maravilhoso e misterioso que tens dentro de ti?

    Atrevo-me a pedir-te: por favor não procures nem tentes encontrar a chave!...

    Um grande abraço muito amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tetis,

      Se não encontrar a chave arrisco a que esse mundo me sufoque mesmo!

      Abraço grande e obrigado

      ( todos temos mundos dentro de nós)


      Eliminar
  5. Boa noite, Argos, esse mundo é fascinante, mas a libertação é necessária, para o crescimento e envolvimento com tantos outros tipos de mundo que existem. Quem se tranca se sufoca, a reação é precisa. Com certeza encontras a chave para novos horizontes. Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lidiany

      Tens toda a razão no que escreves, obrigado por teres vindo até cá.
      Vou tentar!

      Abraço grande

      Eliminar
  6. olá, boa tarde! alague seu coração de esperanças, mas não deixe q ele se afogue nelas. tenha um fabuloso restinho de semana! beijão:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia,

      Vou tentar!

      Abraço grande e bom resto de semana também :-)

      Eliminar
  7. Con el traductor, espero haber entendido todo.
    Vivimos en un mundo donde nos quieren meter la cabeza donde algunos quieren.
    Me gusta la libertad, nunca cierro las puertas de mi corazon, es la mejor forma de abrirse al mundo y para liberarse.

    Un beso para todos
    Isa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isa,
      Devemos pensar por nós, ser livres!
      O problema está quando não nos conseguimos libertar de velhos fantasmas.

      Abraço grande

      Eliminar
  8. Nuestro mejor maestro, es nuestro último ERROR.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poseidon,

      Para mim, o meu melhor professor continua a ser o apoio da minha família, a sua união e força. Isso ensina- me muito, inclusive a tentar libertar o meu mundo.
      Quanto aos erros...poderei aprender com o ultimo, mas vou continuar a errar...

      Abraço grande

      Eliminar
  9. Passo para te deixar um forte abraço e beijo de Boa Noite, Argos!

    Para acrescentares ao teu fabuloso mundo interior...

    Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite para ti também!
      Bom fim-de-seman!

      Eliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.