quarta-feira, 1 de junho de 2011

1 de Junho - Dia Mundial da Criança


"A palavra progresso não terá qualquer sentido enquanto houver crianças infelizes"

(Albert Einstein)





Os putos

Uma bola de pano, num charco
Um sorriso traquina, um chuto
Na ladeira a correr, um arco
O céu no olhar, dum puto.

Uma fisga que atira a esperança
Um pardal de calções, astuto
E a força de ser criança
Contra a força dum chui, que é bruto.

Parecem bandos de pardais à solta
Os putos, os putos
São como índios, capitães da malta
Os putos, os putos
Mas quando a tarde cai
Vai-se a revolta
Sentam-se ao colo do pai
É a ternura que volta
E ouvem-no a falar do homem novo
São os putos deste povo
A aprenderem a ser homens.

As caricas brilhando na mão
A vontade que salta ao eixo
Um puto que diz que não
Se a porrada vier não deixo

Um berlinde abafado na escola
Um pião na algibeira sem cor
Um puto que pede esmola
Porque a fome lhe abafa a dor.

(José Carlos Ary dos Santos)

19 comentários:

  1. Querida Tétis,

    Ora aí está uma grande verdade! Sem querer ser pessimista, a realidade remete-nos para a existência de um cada vez maior número de crianças infelizes. Porquê? Por causas várias.
    Infelizmente muitas!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  2. Lugar comum e lógico as crianças serem o nosso futuro...

    Deve ser por isso que anda tudo pessimista...Doi-nos a consciência e temos medos...


    O que não percebo. Nem aceito, é que hoje haja crianças cansadas. Aborrecidas. Sem nada para fazer...

    É isto que me assusta mais...

    ResponderEliminar
  3. Já escrevi sobre esse assunto...Se tiveres curiosidade e tempo:

    http://omeuvizinhoepiorqueoteu.blogspot.com/2011/02/passeio.html

    ResponderEliminar
  4. E para a criança que guardas em ti
    vai o meu carinho especial,no dia de hoje.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  5. Tétis querida.
    Vim te deixar um beijo.
    E comentar , participar dessa chamada bonita aqui.
    Fiz esse texto e postei no Aleatoriamente.
    Deixarei aqui.

    (Estou aqui)
    *
    Você aí,
    Talvez encontre-me em alguma esquina.
    Sou a criança que o mundo acolheu
    E que você não conheceu, do jeito simples e apropriado.
    Passeio por entre o dia no calor do sol,
    E na noite tremo de frio em um cantinho qualquer.
    Mas você não percebe, caminho sem chamar sua atenção.
    Quando me reservo e fico quietinho,
    Vezes de fome, vezes de frio.
    Você caminha e nem intui...


    Quando faço peraltices, no lugar que você escolheu para ler,
    Você nota.
    E entre uma crítica cheia de “razão”,
    Me enxota como se um bichinho selvagem eu fosse.


    Você aí,
    Que caminha ao meu lado,
    Que nunca agradeceu o que tem, desejo que você por um súbito pense,
    na família que ficou guardada em seu lar, e que sua presença mendiga.


    Você aí,
    Que não observa o céu,
    Não agradece a Deus,
    Não reflete nas coisas brutais que abarrota a Terra,
    Percebes como és ridículo? Desculpa, não quis ofender.
    Mas não se pode cruzar os braços e fingir que não vê.


    Sou criança...
    Deixe-me sonhar cor-de-rosa, ou arco-íris.
    Deixe-me sentir o calor de um lençol, de um lar.
    Sou criança, preciso sonhar.
    Preciso sorrir e brincar.
    Preciso ser amado e aprender a amar.
    Sou uma criança e te peço uma chance.
    Dê-me uma cor para admirar.
    Um afago para lembrar.
    Um nome para eu chamar.
    Estou cansada de tanto procurar,
    E você virar sua face para outro lugar.


    Você aí, por favor, não me deixe chorar,
    Tendo o antídoto para me curar.
    Só sei sorrir amarelo, me ensine sorrir sem medo.
    Queria aprender não achar nisso um segredo.
    Minhas lágrimas secam ao sol, e alagam a chuva.
    Sou um tesouro do futuro,
    Mas há um muro na minha liberdade.
    Saiba: não sei o que fazer comigo,
    Preciso do teu abrigo, seja meu raio de sol.


    Você aí...
    Não me deixe dormir sem alimento.
    Tire-me do relento.
    Estou na selva de pedra,
    Mas há sentimento, eu sei.
    Persisto e não sei explicar, como?
    Quero crescer e preciso de ajuda para isso.
    Tenho “asas”, mais ninguém me ensinou a voar.
    Talvez eu seja a diferença, quem sabe?
    Talvez você seja essa diferença agora para mim.


    Se você ama, saiba: o amor tem asas largas.
    Ensine-me a voar eu imploro.
    Se você tem sentimento, olhe em meus olhos.
    Leia o que diz, antes de não me notar.
    Ajude-me a ter um futuro,
    Sou uma criança sem lar.

    (Autoria: Fernanda)
    Beijinho linda.

    ResponderEliminar
  6. "Nunca mais crianças infelizes !"
    Infelizmente, acabei de acordar dum sonho...
    Também lhes deixei a minha homenagem.
    Beijinhos
    Verdinha

    ResponderEliminar
  7. Olá passando em seu blog e aproveito para divulgar o meu que se chama Folhetim Cultural. Todos os dias da semana noticiário cultural e nos sábados.
    7 da manhã: No café da manhã com poesia
    9 da manhã: Palpiteca
    11 da manhã: Devaneios do Ranzinza por Roberto Prado
    15 horas: Charge de alexandre Costa
    17 horas: Chá das 5
    19 horas: Charge de Fernando Ferrari
    21 horas: A crônica nossa de cada dia por Fernando Ferrari

    endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com

    Conto com sua visita! Até lá

    ResponderEliminar
  8. Maravilha de Post...para o dia que se celebra..
    Dois 'monstros' da nossa cultura..
    Beijo e bem aparecida

    ResponderEliminar
  9. Felicidades a todas as crianças do mundo, que elas possam crescer em um mundo sem fome e sem guerras.
    Bjux

    ResponderEliminar
  10. Argos
    Neste dia da Criança Em que todas de viam ser felizes deixo o meu beijinho para ti e...SAUDADES...

    ResponderEliminar
  11. Muy hermoso poema para los niños
    un beso cielo

    ResponderEliminar
  12. Querida amiga, não adianta criar um dia mundial das crianças, elas precisam ser lembradas todos os dias, para que tenham um futuro digno. Beijocas

    ResponderEliminar
  13. Y por desgracia los hay, niños tristes e infelices, sufriendo hambre y guerras por culpa nuestra. Lo más triste es que podríamos evitar todo eso. En fin. BIKIÑOS

    ResponderEliminar
  14. Qué bonita canción. Me ha gustado poder escucharla a la vez que iba leyendo su letra.

    Por cierto, hay palabras iguales en nuestros idiomas, pero significan cosas diferentes... "Puto" traducido al español es "niño", ¿verdad?.

    Un saludo

    ResponderEliminar
  15. Olá, amigos!
    Adorei o post!
    Mas todos devriam ser dedicados às crianças, vcs não acham?
    Às crianças, aos idosos, aos índios, à natureza, aos animais, enfim, as pessoas precisasam mesmo ter + consciência daquilo q realmente é importante.

    Ei, quero agradecer de coração às visitas e comentários, Argos e Tétis! Considero um grande privilégio ter a presença de vcs nos meus bloguinhos!!!

    Vim trazer + um presentinho p/ vcs:
    http://thewitchingworld.blogspot.com/2011/06/selo-comemorativo-10-mil-visitas.html

    Esse selinho não tem regras, tah? kkkkkk...

    Deixo a vcs os meus votos de uma noite encantadora e cheia de alegrias...

    :)

    Bjinhosssssssss

    ResponderEliminar
  16. Olá Tétis,

    Gostei do teu post, analisei bem a imagem que acompanha o poema e só quero dizer obrigado!
    O poema também foi bem escolhido!
    Lamentável é saber que algumas crianças só são lembradas( quando o são) neste dia.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  17. Mi querida amiga Tétis ,

    Adore este post, gracias por haberlo publicado.
    Por desgracia hay muchos niños infelices así como muchos adultos también..

    tal vez una cosa explique la otra.


    Vivimos un mundo cada día más egoísta y difícil, donde unos pocos quieren todo en detrimento de los más vulnerables.

    Es increíble que sea así después de haber conocido tantas cosas y sobretodo que ya estamos en el siglo 21.

    En cuanto al video y la canción maravillosos, sabes me reconocí y viví muchos juegos y experiencias como esos niños que nos muestra el video.

    Parabéns menina ¡ (yo también soy y me siento un niño)

    Besos de saudades amiga del alma

    ResponderEliminar
  18. Tétis,

    As crianças, a esperança do futuro...são a alegria...crianças são anjos!Mas infelizmente, muitos ainda passam fome e são maltratados pelas ruas, em meio a tanta miséria e falta de carinho!

    Que Deus proteja as nossas crianças!

    Linda postagem!!

    Beijos....

    Reggina Moon

    ResponderEliminar
  19. Olá amigos

    Obrigada a todos que comigo celebraram e homenagearam a "Criança" neste único dia do ano a ela dedicado!...

    Lembrando Augusto Gil:

    ...Mas as crianças, Senhor,
    porque lhes dais tanta dor?!...
    Porque padecem assim?!...


    Um grande abraço

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.