sexta-feira, 16 de abril de 2010

Sonhos...sonhos...sonhos...

Aedh Wishes for the Cloths of Heaven

Had I the heavens' embroidered cloths,
Enwrought with golden and silver light,
The blue and the dim and the dark cloths
Of night and light and the half-light,
I would spread the cloths under your feet:
But I, being poor, have only my dreams;
I have spread my dreams under your feet;
Tread softly because you tread on my dreams.

W.B.Yeats (1865-1939). The Wind among the Reeds (1899)

10 comentários:

  1. ........._.._..._..---.
    .......-"....;-".........\
    ...../....../..............|
    ....|......|......._=....|
    ....;..._.-'\__.-')...../...... Holaaa !!
    .....`--'....../.../....;
    ............../.../;.../ _, ....Pase para
    .............-.;.-=-./-""-.-` ...dejarte
    .........../.....|.....\.....\ - ...mis
    ..........|......|......|.....| ....saludos
    ..........|___|___|.....|...
    ...........\.0./ \.0./...../ ....de fin
    .........--.-""-.`--'.....' de
    .......(#...)..........,...\
    .......('--'........../\`...\ semana
    ........\..........,..'........\ ..
    .........`-._....'.\..........\
    ..............""`...\...............
    Abrazos de tu amigo
    Christian!!!

    ResponderEliminar
  2. Amigos, simpre con sueños.
    ¿Qué sería el hombre sin sueños?.Creo que se quedaría en una cruda realidad.

    Besos para los tres.
    Buen fin de semana.

    ResponderEliminar
  3. E o Sonho continua a comandar a Vida!!
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  4. Olá, amiga!
    Voltei para ver as novidades...
    Como sempre... parabéns!!!
    Um ótimo fim de semana!
    Beijinhos.
    Itabira - Brasil

    ResponderEliminar
  5. Olá Argos

    Uma vez mais uma boa escolha, do poeta e do poema.

    "The Wind among the Reeds" é uma das colectâneas de Yeats que encerram alguns dos seus mais bonitos poemas.

    Deixo aqui um outro poema retirado da mesma colectânea e de que gosto muito:

    AEDH TELLS OF A VALLEY FULL OF LOVERS

    I dreamed that I stood in a valley, and amid sighs,
    For happy lovers passed two by two where I stood;
    And I dreamed my lost love came stealthily out of the wood
    With her cloud-pale eyelids falling on dream-dimmed eyes:
    I cried in my dream ‘O women bid the young men lay
    ‘Their heads on your knees, and drown their eyes with your hair,
    ‘Or remembering hers they will find no other face fair
    ‘Till all the valleys of the world have been withered away.’


    Um grande abraço muito amigo

    ResponderEliminar
  6. "Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos!" (Bob Marley)

    Feliz Sábado......Poesia & Sonhos!

    ResponderEliminar
  7. Mon ami,

    "L'avenir est un lieu commode pour y mettre des songes."

    excellente soirée pour toi.

    ResponderEliminar
  8. Uno de los últimos romanticos, que tambien decía:

    Allá en los jardines de Salley mi amor y yo nos encontramos;
    Pasó por los jardines de Salley con pies pequeños, blancos como nieve.
    Me dijo que me tomase el amor con naturalidad, como las hojas que crecen en el árbol;
    Pero yo, siendo joven y tonto, no estuve de acuerdo con ella.


    Me encanta, no pisar los sueños, nunca de nadie, respetar a los otros tanto como a uno mismo, es la base de la libertad y probablemente del amor.

    Tienes buenos compañeros de letras... Argos y Tetis..

    Enhorabuena a los tres.

    ResponderEliminar
  9. Olá Amigo Argos!

    Sonhos... é o que nos faz seguir em frente!
    Que seria de nós sem sonhos?
    Que nunca percas a capacidade de fazer nascer novos sonhos ou dar vida nova a alguns que vão ficando moribundoss na gaveta do nosso coração!

    Um beijo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  10. Ao christian, Duna, Isa, Inês, Tétis, Maria, Poseidón, Estrella Altair e Alma Inquieta, eu queria deixar o meu muito obrigado por se associarem aos meus sonhos, não os pisando...
    Sonhos que muitas vezes esmagamos porque nem nos apercebemos que são os dos outros...no fundo...iguais aos nossos!

    Para todos vocês um belo poema sobre o sonho

    O SONHO

    Pelo sonho é que vamos,
    Comovidos e mudos.
    Chegamos? Não chegamos?
    Haja ou não frutos,
    Pelo Sonho é que vamos.

    Basta a fé no que temos.
    Basta a esperança naquilo
    Que talvez não teremos.
    Basta que a alma demos,
    Com a mesma alegria, ao que é do dia-a-dia.

    Chegamos? Não chegamos?

    -Partimos. Vamos. Somos.

    (Sebastião da Gama, Pelo Sonho é que Vamos)

    Um grande abraço para todos e não esqueçam, o importante é SONHAR!

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.