domingo, 20 de novembro de 2011

20 de Novembro e a Criança

Em 20 de Novembro de 1959 é adoptada pela Assembleia das Nações Unidas a Declaração Universal dos Direitos das Crianças, com vista a uma infância feliz e ao gozo, para bem da criança e da sociedade, dos direitos e liberdades aqui estabelecidos e com vista a chamar a atenção dos pais, enquanto homens e mulheres, das organizações voluntárias, autoridades locais e Governos nacionais, para o reconhecimento dos direitos e para a necessidade de se empenharem na respectiva aplicação através de medidas legislativas ou outras progressivamente tomadas de acordo com os seguintes princípios:

Princípio I – Direito à igualdade, sem distinção de raça, religião ou nacionalidade
Princípio II – Direito à especial protecção para o seu desenvolvimento físico, mental e social
Princípio III – Direito a um nome e a uma nacionalidade
Princípio IV – Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequadas para a criança e a mãe
Princípio V – Direito à educação e a cuidados especiais para a criança física ou mentalmente deficiente
Princípio VI – Direito ao amor e à compreensão por parte dos pais e da sociedade
Princípio VII – Direito à educação gratuita e ao lazer infantil
Princípio VIII – Direito a ser socorrido em primeito lu gar, em caso de catástrofes
Princípio IX – Direito a ser protegido contra o abandono e a exploração no trabalho
Princípio X – Direito a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos.

Pequenina

És pequenina e ris ... A boca breve
É um pequeno idílio cor-de-rosa ...
Haste de lírio frágil e mimosa!
Cofre de beijos feito sonho e neve!

Doce quimera que a nossa alma deve
Ao Céu que assim te faz tão graciosa!
Que nesta vida amarga e tormentosa
Te fez nascer como um perfume leve!

O ver o teu olhar faz bem à gente ...
E cheira e sabe, a nossa boca, a flores
Quando o teu nome diz, suavemente ...

Pequenina que a Mãe de Deus sonhou,
Que ela afaste de ti aquelas dores
Que fizeram de mim isto que sou!

Florbela Espanca, in "Livro de Mágoas"


11 comentários:

  1. Preciosa Amiga Simpática:
    Um belíssimo e fabuloso texto às crianças do mundo que tudo merecem.
    É valiosa e muito importante na Blogosfera com o seu encanto e beleza.
    Parabéns, por mais um instante de fascínio e ternura para com as crianças.
    Beijinhos de pureza amiga pela extraordinária e mágica sensibilidade como direcciona o seu fantástico sentir de deslumbre.
    Com respeito pelo seu talento.
    Sempre a admirá-la e ao que faz.
    Agradecido pela sua visita de sonho.

    pena

    Adorei.
    Bem-Haja, pela honra da sua maizade valiosa.

    ResponderEliminar
  2. Adorei o Post....O vídeo então,é
    o máximo., Vou tentar tirar imagens dos palhacinhos, para repruduzir em azulejo..
    Boa semana..
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Amiga Tétis, obrigado por mais uma vez nos recordares esta data tão importante.


    Abraço grande

    ResponderEliminar
  4. Gracias cielo por esta preciosa entrada y por recordarnos algo tan importante.
    Un fortísimo abrazo y feliz semana

    ResponderEliminar
  5. Felicidades Tétis por tan bello post...Que paséis una excelente semana

    ResponderEliminar
  6. Si no cuidamos de nuestros maravillosas almas limpias y llenas de futuro... nuestra vida no tendrá sentido.
    Gracias por este hermoso canto a la espranza, querida amiga.
    Mi beso y mi amistad siempre.

    ResponderEliminar
  7. Me uno al homenaje al niño, de todo corazón.

    Bellísimo el soneto. Gracias por compartirlo. Besos. María

    ResponderEliminar
  8. Tétis,

    Pena é que tão frequentemente sejam esquecidos os princípios constantes da Declaração Universal dos Direitos das Crianças.

    Quantas crianças maltratadas? Quantas crianças a quem falta tudo, desde o amor dos pais - essencial ao seu bom desenvolvimento -, às coisas mais básicas, mais elementares.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Disculpas por mi lapsus, por mi ausencia, por mis momentos en blanco.
    Sigo por aquí aunque a ratos, a intervalos cortos, ya que a veces no hay mucho que decir.
    De todos modos entro, leo, pienso, me voy...y vuelvo.

    Besitos mágicos.

    ResponderEliminar
  10. Hola amiga Tétis,

    Exacto es un bello post gracias por hacerlo.
    Los niños son el futuro, no olvidemos nunca eso.
    No olvidemos nunca el niño que llevamos dentro para poner y dar lo mejor para ellos.

    Te agradezco mucho este post tan precioso y valioso amiga.
    Cuídate mucho.
    Un abrazo y beso muy fuerte

    ResponderEliminar
  11. Obrigada a todos que me acompanharam em mais uma homenagem à Criança.

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.