quarta-feira, 3 de março de 2010

Espécies animais em perigo de extinção em Portugal

Continuando na senda da biodiversidade e das espécies animais em perigo de extinção em Portugal, iniciarei com esta publicação, uma série de posts onde analisaremos de um modo muito geral cada uma das espécies ameaçadas do meu país.

O LOBO IBÉRICO

O Lobo Ibérico é uma subespécie que existe apenas na Península Ibérica.
Designa-se cientificamente por Canis lupus signatus e foi descrita inicialmente em 1907 por Angel Cabrera.
Actualmente a população do lobo ibérico é estimada em cerca de 2000 indivíduos. Destes, cerca de trezentos vivem em Portugal.


Nome da espécie

Popular: Lobo Ibérico
Científico: Canis lupus signatus
Dados biométricos

Comprimento: 1,10 m até 1,40 m; mais 30 a 45 cm de cauda.
Altura do garrote: de 60 a 73 cm
Peso: Machos: 30 a 45 kg; Fêmeas: 20 a 35 kg.

Morfologia Externa

Mais pequeno que os outros lobos. O aspecto geral recorda o de um cão Pastor-alemão.
Cabeça grande, orelhas curtas e triangulares, focinho comprido, olhos oblíquos e alaranjados. Corpo esguio mas musculoso, membros compridos e patas volumosas.
No Verão o pelo é curto e predomina a coloração parda. No Inverno a pelagem é mais densa e mais acinzentada.

Alimentação

A alimentação é muito variada.
As principais presas selvagens do lobo são os cervídeos.
Como em Portugal estes grandes herbívoros são raros, o lobo alimenta-se de coelhos, lebres e muito raramente de javalis e corços.
A captura de animais domésticos como ovelhas, cabras e vitelos também é frequente.
Ocasionalmente mata e come cães e aproveita os cadáveres de animais que encontra.

Habitat natural

O lobo tem um habitat muito variado incluindo matas, florestas e pastagens.
Por vezes aproxima-se de aldeias quando o alimento escasseia.

Distribuição geográfica geral

Centro-Norte e Norte da Península Ibérica.

Distribuição geográfica em Portugal

Actualmente encontra-se circunscrito à região fronteiriça dos distritos de Viana do Castelo e Braga, à província de Trás-os-Montes e parte dos distritos de Aveiro, Viseu, Guarda e Castelo Branco.
O núcleo a sul do Rio Douro é o mais ameaçado desta espécie, com uma população muito reduzida e sem ligação às anteriores.
Reprodução

Maturidade sexual: por volta dos 22 meses de idade.
Época reprodutora: De Janeiro a Março
Período de gestação: 60 a 63 dias.
Número de crias: 3 a 8 com a pelagem negra.
Tempo médio de vida: Um máximo de 15 anos.

Pouco antes de dar à luz, a fêmea escava uma toca ou aproveita um abrigo abandonado por outro animal num local bem oculto.
Nas primeiras semanas pós parto, a fêmea permanece no covil amamentando as crias enquanto o macho caça. Uma parte da caça é regurgitada pelo macho ao chegar à toca para servir de alimento à fêmea.
Por volta dos três meses, as crias começam a acompanhar a alcateia em todas as deslocações desta.


Estado de conservação da espécie

Em Portugal encontra-se ameaçada de extinção.
As causas do declínio do lobo são:
- Extermínio das suas presas selvagens.
- Fragmentação e destruição do habitat.
- Aumento do número de cães abandonados que se tornaram assilvestrados e que competem com o lobo na procura de alimento, sendo responsáveis por muitos dos ataques a animais domésticos indevidamente atribuídos ao lobo.
- A caça ilegal por armas de fogo, armadilhas e envenenamento, movido por pastores e caçadores devido à crença generalizada que o lobo ataca o homem e os animais domésticos. No entanto, em áreas onde as presas naturais abundam, os prejuízos provocados pelo lobo nos animais domésticos são quase irreais!

A recuperação da espécie só será possível se lhe facultarmos abrigos propícios e presas naturais (cervídeos e javalis).
Enquanto a reintroduzição de presas não for uma realidade, teremos que aceitar que os lobos causem algumas baixas nos rebanhos, sendo os pastores indemnizados, sempre que se provar que o ataque foi causado pelos lobos. Esta medida tem sido muito contestada pelos agricultores e pastores.

Curiosidades sobre o modo de vida dos lobos

Os lobos vivem em pequenos grupos – alcateias – geralmente constituídas pelo casal reprodutor e pelos descendentes das últimas duas ninhadas.
Nas alcateias há uma hierarquia social bem definida.
O casal reprodutor e dominante designa-se por alfa. Apenas aos indivíduos alfa é permitido andar com a cauda erguida.
Nos restantes, quanto mais para baixo estiver a cauda, mais baixa é a posição hierárquica que ocupam.


47 comentários:

  1. hola. Fantastica tu entrada con esta información sobre un animal en peligro de extinción como es el lobo iberico. Me da mucha pena porque es un animal que me encanta. un cordial saludo

    ResponderEliminar
  2. Bicho lindo e inteligente..
    Bem merecem quem os defenda.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Adorei esse post, pois gosto muito de conhecer algo a mais acerca dos animais.
    Bjos na alma!

    ResponderEliminar
  4. lINDO TRABALHO sobre o lobo Ibérico.
    Era preciso com urgência quem os defendessem.


    Deixo para ti.......

    amor e Paixão
    Poucas palavras mas a magia que elas encerram
    Com um beijo


    AMOR E PAIXÃO


    Amor e paixão...
    Duas palavras lindas...
    Que se completam...
    Que dão as mãos...
    Que se irmanam...

    E as duas juntas unem-se...
    E são felizes...
    Mas nem sempre...
    As duas estão unidas...

    E de costas voltadas...
    São algo que magoa...
    E que nos faz doer!...

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  5. Olá
    Aqui no Brasil também tem uma espécie de lobo que está em extinção: é o Lobo Guará, existem poucos exemplares. Lamentável.
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Hola chaval... me encanta .. que te metas con temas que son dejados de lado, en mi tierra recuerdo que ponian puertas al pueblo, ya ves que tontada en invierno para evitar que entraran los lobos, ya como puedes imaginar en la zona de Toledo no hay lobos.. quedan algunos zorros.. que se comen los huevos de las gallinas y no saben ellos, los pobres, el riesgo que corren...

    .. y hice yo una entrada hace poco con este tema, donde cada vez en todo el mundo son menos protegidos y son menos.

    .. me encantan los animales y los los.. son especiales.

    Un abrazo amigo y gracias por tus cumplidos en mi blog... se agradecen

    ResponderEliminar
  7. Parabéns,mais uma vez!
    Esta chamada de atenção e,ao mesmo tempo,a informação q.a acompanha,é muito interessante.
    Ñ conhecia o assunto da cauda!
    Achei muito curioso.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  8. Qué gran idea habéis tenido publicando sobre los animales en peligro de extinción.

    Me han gustado mucho las fotos.

    Un saludo!

    ResponderEliminar
  9. Bonita entrada,soy amante de los animales y este en concreto es uno de los q mas me gusta.Tiene algo especial que me encanta.Un abrazo con Sentimiento.

    ResponderEliminar
  10. HOLAAAAAA ESTA GENIAL TU ENTRADAAAAAA, ESPERO ESTES BIEN Y QUE DISFRUTES DE UN BUEN FIN DE SEMANAAA ABRAZOS DE TU AMIGO CHRISTIANNNN

    ResponderEliminar
  11. E fiz uma pausa, e vim espreitar o meu querido Farol (o primeiro blog que visitei quando entrei "nestas lides") e gostei de ver este maravilhoso animal que vai lutando pela sobrevivência, e aprendi muita coisa sobre o mesmo, coisas que desconhecia, e quis ter o lobito pequenino para mim, queria-o aqui. Egoista? Neste caso sim, porque não assumi-lo?...
    Parabéns, Argos! Com estes posts, alertas para um problema importantissimo e que tem a ver com as espécies em vias de extinção e que é urgente preservar. É que há muito boa gente que anda distraída...
    Abraço, Amigo,

    ResponderEliminar
  12. Amigo Argos

    Lindíssimo este teu post com um grande tema sobre um maravilhoso animal, infelizmente correndo o risco de extinção.

    Será que não há forma de se salvar o Lobo Ibérico, será que não se tomam medidas como, por exemplo, as que foram tomadas para o Lince Ibérico?

    Devorei toda a útil informação que aqui deixaste e adorei ler a parte que fala das "Curiosidades sobre o modo de vida dos lobos". Aquela da cauda levantada é uma curiosidade engraçadíssima.

    Parabéns.

    Um grande abraço muito amigo

    ResponderEliminar
  13. Gracias Argos por dejarnos esta valiosísima información sobre ese animal, que entiendo en vías de extinción. Se aprende mucho por aquí.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  14. Oii...
    Super interessante o seu blog, amei! =)

    Gostaria de te convidando para participar promoção que esta acontecendo em meu blog: A esperança tem muitas faces. =)
    No Uma Janela Secreta

    O link é:
    http://umajanelasecreta.blogspot.com/2010/02/promocao-esperanca-tem-muitas-faces.html

    Obrigada!
    Beijos!
    Cel,

    ResponderEliminar
  15. Só mais uma coisa! Os "meninos" têm uma prendinha no meu blog. Para festejar o regresso?...

    ResponderEliminar
  16. Pois é! Já tinha lido (sôfrega) o teu post relativo ao Lobo Ibérico e tinha reparado na questão da cauda que a Tétis refere, ou seja, da cauda caída. Agora percebo porque é que neste país só se encontram caudas em baixo...
    E viva a hierarquia!

    ResponderEliminar
  17. Belo texto a chamar a atenção para um animal lindo e em vias de desaparecer.
    sempre bom haver quem faça um alerta.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  18. Es una lástima que estos animales se lleguen a extinguir.

    Gracias por compartir.
    Saludos.

    ResponderEliminar
  19. Buenas tardes espero estes bien paso a dejarte mi saludo, te dejo un verso muy bonito..

    ( El mundo necesita rosas y no espinas , puentes y no muros, unir y no dividir
    amor y no odio, paz y no guerra , amistad y no enemistad, pero de lo que mas necesita el mundo, es de Vos para hacer la diferencia )

    Que tengas un bello fin de semana abrazosss y besosss
    Sandra.

    ResponderEliminar
  20. ¡Que lindos lobitos! y que listos son. Que pena que esté en peligro de extinción..

    Amigo, muy buena tu entrada!.
    Besosss
    Jacquie.

    Felíz fin de semana, disfruta todo lo que puedas.

    ResponderEliminar
  21. que buena información, que pena la destrucción de hábitats, y la poca conciencia ambiental, debemos seguir insistiendo con la educación ambiental, con los medios que disponemos, y ustedes aprovecharon muy bien su blog para hacerlo... saludos. Daniel

    ResponderEliminar
  22. Boa noite amiga.
    Sua postagem vai me servir para usar na escola.
    A ficha técnica desse animal é fabulosa.
    Um beijo grande.

    ResponderEliminar
  23. Una entrada buenisima. Es una pena enorme que esté en peligro , es un animal muy bello, sería una gran perdida. Enhorabuena Argos excelente entrada. Un beso enorme querido amigo

    ResponderEliminar
  24. Qué hermosa entrada. Me gustan los lobos porque amo a los perros, no podía ser de otro modo.
    Los humanos ¿no aprenderemos nunca a preservar un patrimonio que, además no es nuestro?
    Bicos a los tres.

    ResponderEliminar
  25. Olá Paco

    Ainda bem que gostaste deste post.
    Nunca é demasiado alertar para as espécies ameaçadas!

    Um abraço e volta sempre

    ResponderEliminar
  26. Andrade

    De facto é um bicho lindo e inteligente!
    Pena é que o lobo e o homem sejam “rivais”desde o tempo em que o homem era caçador-recolector!
    Quando é que o vamos compreender?

    Abraço

    ResponderEliminar
  27. Olá Reyel

    Fico feliz por ter gostado desta entrada!
    Há muito mais a dizer sobre este belo e incompreendido animal, este post foi só uma pequena chamada de atenção para o problema das espécies ameaçadas de extinção. Será que valeu a pena?

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  28. Olá Lili

    Tens razão: é preciso muita urgência ou o Lobo Ibérico acaba mesmo por desaparecer!
    Obrigado pelo poema.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  29. Olá Wanderley

    Obrigado pelas suas palavras de apoio.
    Quando pesquisei sobre o Lobo Ibérico, acabei por “descobrir” o Lobo Guará e fiquei triste com a situação da espécie.
    Aqui como aí o homem não aprende nunca!

    Abraço

    ResponderEliminar
  30. Olá Estrella Altair

    Infelizmente o lobo continua a ser associado a todas as expressões do mal, quer através de lendas, contos populares, “rezas”, crendices…e como resultado dessa filosofia, o lobo é hoje uma espécie em perigo de extinção.
    Urge mudar as “histórias” com lobos!

    Abraço

    ResponderEliminar
  31. Olá Isa

    Obrigado pelas palavras de apoio e visita.
    Quanto à cauda do lobo, foi a curiosidade que achei mais interessante, mas há muitas mais!
    Se aprendêssemos a conhecer melhor o lobo, talvez ele não se encontrasse na situação actual!

    Abraço

    ResponderEliminar
  32. Adara

    Ainda bem que as fotos e o post te chamaram a atenção!
    Ajuda-nos a divulgar os animais em perigo de extinção.

    Abraço

    ResponderEliminar
  33. Sentimiento

    Confesso que o lobo também é um dos meus animais preferidos!

    Um braço grande

    ResponderEliminar
  34. Olá Christian

    Uma boa semana para ti e sabes uma coisa?
    O teu blog “inspira-me” a fazer posts como este!

    Abraço

    ResponderEliminar
  35. Olá Teresa

    Obrigado pela visita e pelo presentinho, confesso que estávamos a ter saudades tuas!
    Relativamente aos alertas sobre as espécies em vias de extinção, julgo que funcionam um pouco como quando há catástrofes: na hora “fala-se” muito, presta-se assistência mas em breve tudo (ou quase tudo) se esquece!
    Quanto à cauda…sorri com a tua analogia…mas olha que a sociedade humana ainda aprendia algumas coisas úteis com a sociedade dos “ditos lobos”!

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  36. Amiga Tétis

    Fico mesmo feliz por teres gostado do meu post!
    Quanto à forma de salvar o Lobo Ibérico, julgo que se respeitássemos o seu território e presas naturais e não o perseguíssemos, já era meio caminho para a recuperação!
    Quanto à curiosidade sobre a cauda, confesso que também não conhecia, mas confio no que dizem os biólogos!

    Abraço muito grande

    ResponderEliminar
  37. Olá Belkis

    A blogosfera tem coisas muito boas não tem? Fazer amizades, compartilhar e difundir informação são algumas dessas coisas que nos fazem estar aqui.
    Obrigado pelo teu apoio e pelo teu blog onde se aprende muito também!

    Abraço

    ResponderEliminar
  38. Celsina

    Obrigado pela visita.
    Prometo visitar o teu blog e deixar a minha opinião.

    Abraço

    ResponderEliminar
  39. Olá Sonhadora

    Obrigado pela visita e palavras simpáticas.
    Nunca é demasiado alertar para os perigos que a natureza corre “nas mãos do homem”!

    Abraço

    ResponderEliminar
  40. Olá Salvador

    Vamos tentar inverter a situação em que os lobos se encontram, a solução está nas nossas mãos!

    Abraço

    ResponderEliminar
  41. Olá Sandra

    Obrigado pelo poema.
    Estes versos deviam ser o lema de cada um de nós!
    Obrigado por compartilhá-los connosco.

    Abraço

    ResponderEliminar
  42. Jacquie

    Ainda bem que gostas de lobos.
    Passa a palavra, ajuda a salva-los.

    Abraço e boa semana para ti também

    ResponderEliminar
  43. Olá Daniel

    Gostei muito do teu comentário, tens toda a razão.
    Não devemos desanimar, lutemos pelas espécies ameaçadas.

    Abraço

    ResponderEliminar
  44. Olá Pérola

    Para a equipa do Farol é uma honra saber que um dos nossos posts serviu de ajuda na escola.
    Obrigado nós e um abraço grande

    Tétis, Poseidón e Argos

    ResponderEliminar
  45. Luciernagadeluz

    Obrigado pelas palavras de apoio ao post e a esta causa!
    Quantos mais lutando pela biodiversidade, melhor!

    Um abraço grande

    ResponderEliminar
  46. Olá Fonsilleda

    Gostas dos lobos porque amas os cães ou amas os cães porque gostas dos lobos?
    Quanto à tua pergunta, julgo que os homens não aprendem mesmo!

    Abraço e perdoa-me por andar um pouco afastado dos blogs amigos, prometo visitar-te em breve!

    ResponderEliminar
  47. Amigo Argos,

    un post magnifico como lo es este animal..
    Gracias por compartir y darnos tanta información.

    Sabes que tb existe "otra clase de lobos" EL HOMBRE!

    L'homme est un loup pour l'homme!

    Abrazo amigo

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.