quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Amor Eterno

Rabindranath Tagore
(1861-1941)
Prémio Nobel da Literatura 1913

Escritor, poeta e músico, Rabindranath Tagore nasceu no ano de 1861 em Calcutá (Índia), tendo sido o primeiro asiático a ver a sua obra galardoada com o Prémio Nobel, em 1913. Aos 17 anos, depois de uma educação tradicional na Índia, foi para Inglaterra estudar Direito (de 1878 a 1880), regressando ao seu país no ano de 1890, sem ter concluído os estudos, e com a intenção de administrar os terrenos agrícolas da família. Começa então a dedicar-se ao desenvolvimento da agricultura, saúde e educação. Dada a formação em Filosofia que também possuía, Tagore funda em 1901 uma escola de ensino das culturas e filosofias orientais e ocidentais, que mais tarde seria transformada em universidade.

Participante moderado no movimento nacionalista indiano, era amigo próximo de Gandhi. Em 1919, num acto de protesto contra as políticas britânicas na Índia, renunciou ao título de “Sir”.
A sua extensa obra compreende 2 mil canções, 8 novelas, 50 ensaios e contos e 3 mil poemas em língua bengali. Após o sucesso que obteve na Índia, Tagore dedicou-se à tradução dos seus poemas, conseguindo assim o sucesso também no Ocidente, o que o tornou a voz da herança espiritual indiana.
Morreu em Calcutá, no ano de 1941.

Na sua poesia, Tagore, oferece ao mundo uma mensagem humanitária e universalista.

Amor Eterno

Te amei de tantas maneiras e de tantas formas...
de vida em vida, de época em época, sempre...
Meu coração enfeitiçado fez uma e outras vezes
um colar de canções que tomaste como um presente
e usaste em torno de teu pescoço, do teu jeito
e de tantas formas....
de vida em vida, de época em época, sempre...

Onde quer que escute as velhas histórias de amor,
sua antiga dor e esse velho conto de estar juntos ou separados,
me detenho e uma vez ou outra, olho o passado
e ao final de tudo, emerge você,
revestida com a luz de uma estrela polar
trespassando a escuridão do tempo,
e deste modo te convertes em uma imagem
que recordarei para sempre.

Tu e eu flutuamos ali, na corrente que flui
de um coração cheio de amor, um pelo outro.
Jogamos o amor ao lado de milhões de amantes,
compartilhamos a tímida doçura do primeiro encontro,
as mesmas lágrimas de angústia em cada despedida.
O velho amor...que se renova uma ou outra vez,
Sempre...

Hoje este amor está a teus pés, encontrou sua morada em ti.
Esse amor, o amor quotidiano de todos os homens,
o amor do passado, o amor de sempre...
o regozijo universal, a dor universal, a mesma vida,
a memória de todos os amores,
as canções de todos os poetas do passado e de sempre
se fundem neste Amor que é o nosso.

(Tradução livre de "Amor Eterno", de Rabindranath Tagore)




"O amor é um mistério sem fim, já que não há nada que o explique”

50 comentários:

  1. Querida Tétis,

    Estranhava por já há um tempo não postares. Estranheza pateta, esta! E pateta porque sei que não escreves por escrever, porque sei que és extremamente exigente com o que fazes, com o que nos ofereces.
    E depois, outra das tuas características é o teu enorme poder de síntese. É espantoso como consegues descrever um percurso de vida riquissimo, como o de Rabindranath Tagore, em apenas três parágrafos, donde resulta que prendes a atenção de quem te lê do principio ao fim.

    Será necessário felicitar-te por isto? Não! Mas, mesmo assim, felicito-te, Amiga.

    Reportando-me a Rabindranath enquanto escritor e Ser humano considero-o um Homem notável. Notável na sensibilidade, notável na versatilidade que lhe permitiu cobrir vários campos, que vão da escrita, à música e à filosofia, passando pela agricultura, a educação e a saúde, que, supostamente, nada tinham a ver.

    E admiro, acima de tudo, a sua verticalidade e coerência: a renúncia ao titulo de "Sir", é disto testemunho.

    Desculpa o tamanho do post mas - e tenho a certeza que não pões em dúvida a minha sinceridade - tinha que te dizer tudo isto.

    Um grande beijinho e obrigada por tudo o que nos ensinas ou recordas.

    ResponderEliminar
  2. Hola amiga Tétis,
    Gran Poeta el que nos has traído.Hay una poesía de Tagore que llevo conmigo desde mi adolescencia.......

    En verdad os digo
    que el adios no existe:
    Si se pronuncia entre dos seres que nunca se encontraron
    es una palabra innecesaria.
    Si se dice entre dos
    que fueron uno,
    es una palabra sin sentido.
    Porque en el mundo real del espíritu
    sólo hay encuentros
    y nunca despedidas.
    Y porque el recuerdo
    del ser amado crece
    en el alma con la distancia
    como el eco en las
    montañas del crepúsculo.

    Gracias por tus artículos tan interesantes

    Besos

    ResponderEliminar
  3. Una maravilla los regalos que nos dejas...
    Gracias siempre por compartir entradas tan bellas.

    Besos con todo mi cariño.

    ResponderEliminar
  4. Genial poema de Tagore. Me encanta el autor y toda su obra. Para mi es un sabio. El amor que es no deja de ser. Gracias por compartirlo. Un abrazo muy cariñoso

    ResponderEliminar
  5. Me ha gustado mucho el video...el amor eterno, que belleza de entrada...ese amor que perdura en el tiempo que no ve barreras solo sentimientos y que lo puede todo...precioso, gracias por esta entrada, besitoss amiga

    ResponderEliminar
  6. Precioso poema, gracias por compartirlo con todos nosotros.
    Besos amiga

    Isabel

    ResponderEliminar
  7. Tetis te dejo un gran abrazo, investigaré mas de este poeta.
    Antonia

    ResponderEliminar
  8. Siempre tengo muy cerca de mi, obras de Tagore desde mi adolescencia.
    Gran defensor de la paz entre los pueblos y la convivencia humana.
    Gracias por tu entrada y compartir con todos nosotros a tan sabia persona.
    un abrazo,

    ResponderEliminar
  9. Hola, como siempre es un placer pasar por aquí.
    Hoy, además, hablas de Tagore y yo, de vez en cuando, siento la necesidad de coger el libro con sus obras (del que no me desharé nunca) y leer o buscar o encontrar...
    Bicos.

    ResponderEliminar
  10. Falo do que sei. Adorei o video...
    Beijo

    ResponderEliminar
  11. Olá Tétis

    Tagore e o amor eterno...

    "O amor é um mistério sem fim, já que não há nada que o explique”

    Não sei se o amor não se explica ou somos nós que não “o aprendemos”.
    Primeiro temos que nos amar a nós mesmos e quantos de nós se ama realmente?
    Só depois disso podemos amar os outros ou deixar que os outros nos amem…

    Um grande abraço de amizade

    ResponderEliminar
  12. Hola Tétis,

    A toods los seres humanos les gusta amar y ser amado...el amor da la vida y es vida.

    -------------------------------
    En français :

    Amour et vie
    Il y a l'amour [...] Et puis il y a la vie, son ennemie.

    Bisous pour toi mon amie.

    ResponderEliminar
  13. ☻/
    /▌
    / | Un Amigo...


    a) Te acepta tal cual eres
    b) Cree en ti
    c) No se rinde contigo
    d) Admira todas las partes de tu persona (Incluso las partes inacabadas)
    e) Perdona tus errores
    f) Se entrega incondicionalmente
    g) Te ayuda
    h) Te invita a reintentarlo contigo
    i) Te mantiene cerca de su corazón
    j) Te ama por quien eres
    k) Hace una diferencia en tu vida
    l) Nunca te juzga
    m) Te ofrece su apoyo
    n) Te ayuda a levantar
    ñ) Calma tus temores
    o) Eleva tu espíritu
    p) Dice cosas lindas acerca de ti
    q) Te dice la verdad cuando necesitas escucharla
    r) Te comprende
    s) Te valora
    t) Camina a tu lado
    u) Te explica cosas que no entiendes
    v) Grita si es necesario, cuando tú no quieres escuchar y te baja a la realidad...

    ☻/
    /▌
    / |
    TE DEJO UN GRAN ABRAZO Y MIS SALUDOSS ESPERO QUE TENGAS UN BUEN FIN DE SEMANA Y GRACIAS POR ESTAR EN MUNDO ANIMAL

    CHRISTIANNNN

    ResponderEliminar
  14. Querida Tétis,

    Realmente, não há nada que o explique, e mesmo assim, ele é o sentimento que mais queremos ter em nossas vidas!

    Um grande beijo,

    Bom final de semana!

    Reggina Moon

    ResponderEliminar
  15. contesto las preguntas que dejastes en mi blog, los guaraníes son un grupo de aborígenes del norte de Argentinta, y Paraguay, son muy numerosos, y hablan su propio idioma, y el mgurucuyá es una planta trepadora distribuida en Argentina, principalmente clima templado a cálido, Brasil y Paraguay (es la flor nacinal de este país), las distribuyen las aves cuando comen el fruto, te mando un saludo primaveral desde Buenos Aires...

    ResponderEliminar
  16. Nobre colega Tétis,

    Um homem de grande saber, detentor de uma vasta obra cultural. Neste poema o amor transcende dimensões e as batidas do coração são compassos de canções que pouco a pouco se entrelaçam por todo corpo. Os contos de amor sempre os remetem a imagem da amada. O verdadeiro amor desarmado se entrega de maneira total, transformando todos os sentimentos do amor na união para sempre do eu e tu em nós.

    Não sei se viajei sem destino ou se encontrei o destino nessa viagem. O mistério continua.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  17. Tétis


    O AMOR É SIMPLESMENTE...AMOR!...

    Eu sei que mesmo não estando estamos...
    Sei que mesmo aqui
    sem ver caras vamos sentindo ...
    onde parar ...
    onde estar...
    como escrever...

    E onde se vão criando laços e reforçando amizades.

    o farol é um desses lugares

    os seus criadores pessoas que estimo...

    um beijinho carinhoso...

    ResponderEliminar
  18. Tetis


    voltei a agradecer a visita à "Arte"

    A mão vai melhorando mas tenho que a cuidar pois é a direita ...e foi do lado direito que fiz a Mastectomia ,portanto ...mais cuidado.

    fico contente por gostares das minhas telas...

    amanhã vou pintar lenços de seda depois...deixo no blog... para verem a beleza...
    um beijinho

    ResponderEliminar
  19. Amigos queridos, tem selinho indicado p vocês em meu blog! Com muito carinho. Passem lá...
    Bênçãos!

    ResponderEliminar
  20. Querida Teresinha

    Obrigada por todos estes elogios que me deixam "sem jeito" mas tudo que faço é com gosto e com uma dedicação total. Quando um trabalho não me dá prazer, prefiro não fazê-lo, pois bem basta aquilo que somos obrigados a fazer todos os dias e que nada nos diz...

    Bem, sobre Tagore, é claro que haveria muito mais a dizer, um homem tão rico em várias vertentes daria posts e posts sobre a sua vida e a sua obra. Mas, vou confessar-te que, em relação a este post em concreto, ele só aconteceu porque tinha guardado este vídeo cujo poema acho lindíssimo e, como não tinha nada preparado para postar (a minha "crónica" falta de tempo é dramática!...) resolvi partilhá-lo com os amigos e acrescentei este pequeno resumo sobre Tagore.

    Beijinhos, amiga, é sempre um prazer receber-te no nosso Farol. Para a próxima traz bolinhos para acompanharmos o nosso chá!...

    ResponderEliminar
  21. Olá Yoli

    Para ti escrevo em português porque sei que dominas na perfeição o meu idioma.

    Quero agradecer-te este lindo poema, este belíssimo contributo sobre Tagore. Este poema sobre o "adeus=adios" também é lindíssimo e muito profundo, como todos deste grande homem.

    Gracias por tu amistad y por tu cariño. Vuelve siempre a nuestro Farol.

    Besitos

    ResponderEliminar
  22. Hola Meret

    Gracias tambiém a ti por tus visitas, tus palabras amigas y tu amistad.

    Para mi es un placer poder compartir con todos los amigos las cosas que me gustán, todo lo que me encanta y me hace feliz.

    Espero que entiendas mi "portuñol".

    Besitos

    ResponderEliminar
  23. Hola Belkis

    Si, es cierto, Tagore es un sabio, un ser superior, un hombre con una riqueza extraordinaria.

    Gracias por tus palabras, es siempre un placer verte en nuestro Farol.

    Besitos

    ResponderEliminar
  24. Querida Tétis

    Precioso poema de un gran genio Tagore.

    Paso a dejarles un fuerte beso y a desearles un feliz fin de semana.

    ResponderEliminar
  25. Hola Arwen

    Gracias por tus palabras siempre dulces y amigas.

    Así como existe "el amor eterno" también podrá existir "la amistad eterna". Que piensas al respecto?

    Besitos

    ResponderEliminar
  26. Amiga Isabel

    Gracias a ti por tu visita y por tu comentario.

    Besitos

    ResponderEliminar
  27. Hola Seisito

    Si claro, va a investigar sobre Tagore, pues es un gran hombre y un gran poeta con poemas maravillosos.

    Besitos

    ResponderEliminar
  28. Maria Rosa

    Gracias por tus palabras y por tus aportes al respecto de este gran hombre.

    Besitos

    ResponderEliminar
  29. Olá Fonsilleda

    Tens toda a razão, pois Tagore, a leitura dos seus escritos é viciante.

    Um grande homem com uma vida e uma obra apaixonantes

    Bikiños

    ResponderEliminar
  30. Olá Mestre

    Fico feliz por saber que gostaste do vídeo e, logicamente, do poema de Tagore.

    Quem não anseia por um "amor eterno"???

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  31. Olá amigo Argos

    Talvez tenhas razão quando dizes que somos nós que não aprendemos o amor, ou seja, não aprendemos a amar.

    E, é claro que só poderemos amar os outros se nos amarmos a nós próprios. Mas atenção que neste mundo há de tudo... existem aqueles que se amam a si próprios e esquecem-se, ou não querem, amar os outros. E, logicamente, não deixam que os outros os amem.

    Em questões de amor tem de haver reciprocidade, dádiva, ou então pura e simplesmente não existe amor.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  32. Amigo Poseidón

    É claro que todo o ser humano gosta de amar e de ser amado. O amor faz parte da vida e é fundamental e indispensável à vida.

    Pour toi, une phrase de Tagore en français:

    L'amour est l'ultime signification de tout ce qui nous entoure. Ce n'est pas un simple sentiment, c'est la vérité, c'est la joie qui est à l'origine de toute création.

    Je t'embrasse, mon ami

    ResponderEliminar
  33. Hola Christian

    Gracias por el belisimo texto que colocaste sobre lo que es un amigo.

    Comparto todos eses items y quiero destacar algunos:

    a) Te acepta tal cual eres
    g) Te ayuda
    i) Te mantiene cerca de su corazón
    q) Te dice la verdad cuando necesitas escucharla
    r) Te comprende
    s) Te valora
    t) Camina a tu lado


    Gracias amigo, besitos

    ResponderEliminar
  34. Amiga Reggina

    É verdade, o amor é o sentimento mais desejado em nossas vidas. Ele é parte da nossa vida, pois sem ele será que poderá existir vida?

    Beijinhos muito amigos

    ResponderEliminar
  35. Hola Daniel

    Gracias por tus respuestas a mis dudas. Ahora mis dudas están aclaradas y es más grande mi conocimiento sobre tu pais.

    Desconocia esa linda flor, que es la flor nacional de Paraguay.

    Para ti, desde Lisboa, un saludo y un besito con los colores calientes del otoño.

    ResponderEliminar
  36. Amigo "O Mar"

    Os poemas de Tagore são fabulosos, profundos, sensíveis e tocam-nos bem fundo.

    E este seu comentário está bem à altura do poema pois mais parece também ele um poema em prosa, por tão belas palavras e imagens que contem.

    Quanto a Não sei se viajei sem destino ou se encontrei o destino nessa viagem..., calma, amigo, não esqueça que tem aqui um Farol sempre à disposição para o guiar e lhe mostrar o rumo certo. Não vale andar à deriva!... (não leve a mal, pura brincadeira. É sempre bom que o mistério continue!...).

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  37. Amiga Lili

    Obrigada sempre pelos belos poemas e pelas palavras amigas em relação ao Farol e aos "faroleiros"!...

    Adorei as tuas telas, adoro o teu estilo de pintura, os temas, as cores quentes que utilizas.

    Irei ver os lenços de seda que, tenho a certeza, devem ser uma maravilha.

    Espero que continues a recuperar da tua mãozita e que em breve fiques a 100%. Não abuses.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  38. Amiga Reyel

    Obrigada pelo(s) selinho(s), és muito carinhosa para connosco.

    Beijinhos de todos nós.

    ResponderEliminar
  39. Querida Naiba

    Gracias por tus palabras y tu amistad.

    Para ti también un feliz fin de semana.

    Besitos

    ResponderEliminar
  40. Olá Tétis.

    Volto aqui para matar a saudade. Sempre que o tempo permite aproveito para visitar e me atualizar. Confesso que estou ausente face às atividades, mas como diz o poeta; “amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves, assim falava a canção...” Aproveito para compartilhar o poema a seguir;
    "Viva a Vida"...
    “Por que Viver é Exalar Pura Energia!
    É Devolver Sorrisos.
    É Acreditar que o Bem Sempre Vence o Mal.
    É Conquistar Amigos.
    É Ser Sempre Leal e Fiel.
    É Transformar a Dor em Alegria.
    É Ter Amor no Coração.
    É Correr Atrás dos Sonhos, da Inspiração, e dos Projetos
    Buscando Sempre o Entendimento das Coisas.
    Viver é Ser Sempre da Paz.
    É Orar em Agradecimento pelas Dádivas Recebidas.
    É Buscar o que Te Faz Bem, e aos Outros Também.
    Viver é Lembrar que o Sorriso é o Idioma Universal.
    É Lembrar que o Final não Existe.
    É Saber que Tudo é um Eterno Recomeço.
    E Ver a Vida Sempre com o Amor no Coração.” A. d.
    Votos de um ótimo fim de semana. Muita paz, saúde e proteção. Brilhe sempre! Fique com Deus. Sucesso...

    Valdemir Reis

    ResponderEliminar
  41. Querida Tétis

    Pois não! O Amor não se explica!
    Sente-se e partilha-se! Ou melhor: Dá-se! -sem contrapartidas e sem "porquês"!
    Que bom seria se já soubéssemos AMAR!!!
    Toda a gente confunde o AMOR!
    Ghandy já não O confundia e Tagore também não. Por isso marcharam em direcção á PAX em si mesmos - porque souberam vivenciar o AMOR verdadeiro - e não estou a falar desse sentimento fugaz, apaixonado, e terrivelmente desequilibrado na sua maioria entre homem e mulher.
    Devem ser muito raras as criaturas neste mundo, que saibam Amar, como eles souberam, ou Jesus, por exemplo....por isso desfrutaram da PAX e tentaram colocá-la em marcha!

    Que este Grande SER Humano seja mais um exemplo de como "SE FAZ"!....
    Mas tantos exemplos que temos na história.... e quem os segue?
    Quem?
    Se Jesus viesse agora a este mundo...seria crucificado de novo! E Ghandy passaria pelo mesmo ou pior!

    Abraço meu sentido! - sentindo-te - no constante exercício de distanciamento, desprendimento, até chegar um dia...um dia....ao AMOR e á PAX! É nisso que estou apostada.
    Sempre....
    Mariz

    ESPAVO!

    ResponderEliminar
  42. ARgos

    è mesmo isso ..
    muitas vezes nem queriamos que ele existisse...
    mas temos que saber conviver com ele...
    um beijo gande muito carinho e...
    bom Domingo

    ResponderEliminar
  43. De momento sí, Tétis, de momento sí; no hay forma de explicarlo a pesar de que quien más quien menos lo experimenta bien de cerca.

    Bikiños

    ResponderEliminar
  44. Olá amigo Valdemir

    Obrigada por ter passado por aqui, por se ter lembrado dos amigos do Farol.

    Nós sabemos que os amigos de verdade nunca se esquecem e, apesar da distância, estão sempre presentes nos nossos corações.

    Queremos também agradecer o lindo poema que nos deixou.

    Para si, a continuação de que tudo corra pelo melhor e que bem depressa alcance os objectivos a que se propôs.

    Abraços e beijinhos dos amigos do Farol

    ResponderEliminar
  45. Querida amiga Mariz

    Sim, tens razão, o Amor partilha-se, dá-se...

    Obrigada pelo teu comentário de muito Amor e Paz.

    Beijinhos com muita Amizade, Amor e Paz

    ResponderEliminar
  46. Me gusta mucho. Una preciosidad...

    Un beso.

    ResponderEliminar
  47. Olá Xosé

    Penso que nem vale a pena tentarmos querer explicar o amor. Explicar para quê?

    Não será suficiente e bem mais compensador e reconfortante amarmos e sermos amados?

    Espero que tudo já esteja melhor contigo, que já tenhas recuperado.

    Bikiños

    ResponderEliminar
  48. Amiga Cristina

    Obrigada por teres vindo até ao Farol e desfrutares connosco desta doce magia que irradia deste poema de Tagore.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  49. Hola Sakkarah

    Gracias por tu visita y tu comentario.

    Pasaré a visitar tus blogs.

    Besitos

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.