sábado, 3 de agosto de 2013

Sugeriram-me que fosse ler os porquês de não gostar de Agosto…

Mas o “problema” é que eu gosto de Agosto!
O meu Agosto é acordar de manhãzinha, muito cedo, com o gorjeio das andorinhas pousadas no fio de electricidade junto à janela da casa  onde passo férias.
O meu Agosto tem caminhos sem fim, de terra batida, ladeados de giestas, de onde o calor emana com fragrância a verde. Tem erva a secar ao sol, amarelecida (casa de gafanhotos e pequenas borboletas), de cheiro levemente adocicado e inebriante que desce em declive suave até pequenos lagos de água doce, orlados de canaviais, esconderijos perfeitos para  patos-reais e para  guarda rios, relâmpagos azuis. Tem pinheiros altos onde se ouve o crocitar dos corvos. Tem vinhedos onde as uvas começam a ficar coloridas. Tem avelaneiras que deixam cair as primeiras avelãs, ainda nos invólucros, ainda pálidas, ainda imaturas.
O meu Agosto é feito de campos incultos vigiados por aves de rapina mais rápidas que o meu olhar, quase fantasmas onde só os seus gritos ficam no ar.
O meu Agosto é feito de noites claras de luar azul e outras escuras, de chuva de estrelas como em nenhum outro mês.
O meu Agosto tem o coaxar de rãs junto ao tanque de pedra, tem sol quente, aragens frias e algumas tardes com nuvens escuras e trovoadas passageiras.
O meu Agosto é quase tão breve como as efémeras que sobrevoam os riachos e calmo como o silêncio que antecede a transição da tarde para a noite.
Desculpa, mas eu gosto de Agosto!

17 comentários:

  1. E cada um de nós pode gostar ou não gostar,né? Ótimo agosto! abração,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão, Chica, depende das vivências e por vezes de alguma tolerância.

      Abraço grande

      Eliminar
  2. Yo soy más de Mayo, me gusta la primavera. En la ciudad donde vivo en agosto hace mucho, mucho, mucho calor.

    Un saludo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hola Jessica,

      Eu gosto do calor de Verão!

      Abraço

      Eliminar
  3. Oh, Argos...Que belo é o teu Agosto!
    Lembra-me o Agosto da minha infância!
    Das recordações desses longínquos Agostos, vividos com alegria, também eu gosto, mas destes já não!

    Grande abraço e vive intensamente o teu Agosto.

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Janita,

      O mês de Agosto (uma parte) é assim desde a minha infância e quero continuar a vivê-lo intensamente desde que a avó continue com disposição para me "aturar"!

      Abraço grande

      (Nascido e criado em Lisboa quem diria que é no meio do silêncio dos campos que me sinto bem?)

      Eliminar
    2. Precisamente por viveres todo o ano no bulício citadino e gostando tu de viver em contacto com a Natureza, é que dás tanto valor à quietude do campo, onde o silêncio só é interrompido pelo gorjeio das aves e o coaxar das rãs.

      És assim difícil de aturar??? A tua avó deve é ficar muito feliz por te lá ter!:)

      Abraço grande ( fora de horas e com os olhos quase fechados )
      :)

      Eliminar
    3. Janita,

      Por vezes até eu tenho dificuldade em me aturar!
      :)

      Abraço grande

      ( As minhas avós são as melhores do mundo, peço desculpa a todas as outras avós por esta frase)

      Eliminar
  4. Rapaz do campo que gosta da liberdade pura! :)


    Abraço grande!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Alexandra,

      Por minha vontade seria ainda mais rapaz do campo!
      Relativamente à liberdade, penso que é igual aos limites, percebes o que quero dizer?

      Abraço grande

      Eliminar
    2. O suficiente para te dizer que os limites somos nós que os impomos!

      Abraço grande!

      Eliminar
    3. Nem sempre, Alexandra, mas aprendemos a saltar as barreiras!
      ;)

      Abraço grande

      Eliminar
  5. Fiquei baralhado....Já não sei se afinal gosto do Agosto ou não.....Um Agosto qualquer.....mas o da minha infância..talvez...
    Abraço...Boas Férias

    ResponderEliminar
  6. Andrade,

    Gostamos e guardamos alguns momentos, os mais importantes.

    Abraço e obrigado

    ResponderEliminar
  7. Olá Argos,

    Eu gosto de Agosto mas gosto muito mais da descrição que aqui nos deixas do teu Agosto.

    Lindíssimo texto. Parabéns e obrigada.

    Um imenso abraço muito amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tétis,

      Procurar esse Agosto!

      Abraço grande




      Eliminar
    2. Falta palavra Basta!
      Basta procurar esse Agosto!

      Outro abraço

      Eliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.