terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Conselho


Sê paciente; espera

que a palavra amadureça

e se desprenda como um fruto

ao passar o vento que a mereça.


(Eugénio de Andrade)

16 comentários:

  1. Querido amigo: Las paciencia es la madre de la ciencia y debemos ser pacientes y esperar para cuando digamos algo, seamos conscientes de lo que decimos sin meter la pata.-
    Me ha gustado mucho tu entrada.-
    Recibe mi abrazopoeta amigo: Antonio

    ResponderEliminar
  2. A amizade é conquistada com confiança,
    respeito e carinho.
    É preciso colocar cada tijolinho,
    com uma argamassa bem forte,
    para não ruir.

    Neneca Barbosa

    Bom dia e beijos meus! MAria

    ResponderEliminar
  3. A vontade humana
    Limita-se ao possível.
    Mas quando Deus adormece
    Até uma pluma flutua no ar...

    Gilson Froelich

    Bom dia e beijos meus! M@ria

    ResponderEliminar
  4. La Paciencia es la llave de la serenidad y la aceptación.
    Que no nos abandone nunca y nos haga más conscientes. Besos para los tres, y Feliz Año.

    ResponderEliminar
  5. Mon ami,

    "Patience et longueur de temps
    Font plus que force ni que rage."

    La Fontaine (Jean de), Fables, le Lion et le Rat.

    --------------------------

    Patience et sagesse :

    Si ce n'est aujourd'hui, ce sera demain :
    rappelons-nous que la patience est le pilier de la sagesse.

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  6. meu blog voltou com tudo acompanhe durante a semana noticiário cultural. Espero que goste. Me siga. Abraços boa semana.

    informativofolhetimcultural.blogspot.com

    Magno Oliveira
    Folhetim Cultural

    ResponderEliminar
  7. Sin paciencia no vamos a ninguna parte..Y a veces casi sin darnos cuenta lo somos...Yo confieso que a veces lo soy,pero madurando vamos aprendiendo, jeje...Argos,Tetis y Poseidón,he confeccionado algunas imágenes para mis amigos seguidores...Si os pasáis el día seis de enero, osea mañana... Podéis recoger mis reyes...Espero que os gusten..besos y feliz 2011

    ResponderEliminar
  8. Preciosa y profunda reflexión que deberíamos poner en práctica con más frecuencia.
    Un beso Argos y gracias siempre por vuestra generosidad.

    ResponderEliminar
  9. Yo siempre veo a la Paciencia como una perseguida por mi....no siempre logro alcanzarla..!! Argos... te agradezco tu visita y tus palabras ..las tomo como honor.. siempre fue asi...! Respecto de lo que me dices y del permiso para guardar algo de lo que escribí.,por supuesto está cncedido...HONOR QUE ME HACES AMIGO.

    Un gran saludo..


    SERGIO

    ResponderEliminar
  10. Soy muy impaciente!!!!

    Pero últimamente siempre tengo presente esta frase... "Eres exclavo de tus palabras y dueño de tus silencios"

    Besines desde la Vera. Nieves-

    ResponderEliminar
  11. A paciencia é a nai de tódalas ciencias. O problema é que non deixamos que todo teña o seu tempo, que as cousas maduren pouco a pouco ¿porqué? pois porque vivimos moi deprisa.
    Moitas grazas e un saúdo

    ResponderEliminar
  12. Amigo Argos

    Este é um bom conselho que, se não te importas, quero apoderar-me dele e "dá-lo a ti"!...

    Não leves a mal, penso que a nossa já longa e profunda Amizade me dá o direito de "dar-te conselhos" e este ajusta-se na perfeição...

    Por outro lado, a minha mega/hiper/super-paciência também me confere o direito de aconselhar os outros a serem pacientes.

    Adorei, como já deves ter notado, este teu post.

    Um imenso abraço "cheio de paciência" e de muito carinho e Amizade.

    ResponderEliminar
  13. Olá Argos,
    Um conselho a seguir, sem dúvida! Fácil? Não!
    Necessário? Sim!
    Para mim, provavelmente para ti, indispensável a todos.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  14. A todos quantos leram o "conselho" , o meu obrigado.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  15. Querido Argos

    Nem sempre a espera é sinónimo de virtude...pode surgir algo que, dentro desse tempo necessite de acção, e aí a espera seria infrutífera.
    Eu diria que o tempo é o melhor conselheiro e tráz á tona muito daquilo que nem sonhávamos ouvir/ler/sentir/saber...

    GRata pelo abraço sincero e gostoso que deste lado senti.
    Espero que não nos percamos porque sabe estarei sempre disponível para si e para a sua cabecinha pensante...
    já era tempo de saber se "fazerem progessos" em vários campos...

    Espero muito em breve poder ler isso.

    Abraço cheio de carinho e gratidão
    Sempre...
    Eternamente...
    Mariz

    ResponderEliminar
  16. Que delícia de textos neste blog. Apologia à amizade mutiplicada por mil!
    Desejo a todos um 2001 em que se clebre novamente a amizade! Nunca será mais!
    Grande abraço!

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.