terça-feira, 4 de junho de 2013

Perguntaste....

O que é sentir a música

Um impulso, um frémito interior
que transforma restrições em capacidades
para além dos limites  físicos.
Clarão azul que mergulha na alma e resgata o grito silencioso
transformando-o em movimento.
Metamorfose. 
Dança.

20 comentários:

  1. Lindo modo de sentir a música! abração,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Chica,

      Gosto de música. É sinónimo de libertação!

      Abraço grande

      Eliminar

  2. A música é aquilo que guardamos no fundo da alma depois dela ter terminado.É a tal "Metamorfose".

    "Um impulso, um frémito interior
    que transforma restrições em capacidades
    para além dos limites físicos."

    Foi a melhor definição que li em toda a vida, Argos!!!

    Gosto muito deste texto porque me disseste!

    Beijinhos musicais :))

    Laura




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Laura,

      Música é um par de asas!

      Abraço grande

      Eliminar
  3. Sensibilidade não se aprende, não se ensina: tem-se, ou não. A sua definição de musica e dança é disso prova. Não é necessário ser executante, basta ter capacidade de sonhar, de sentir, de vivenciar através de todos os sentidos. Posto isto, não posso deixar de o felicitar por esta belissima definição, definição que poderia/deveria constar na entrada de um qualquer dicionário.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Anónimo,

      Talvez a sensibilidade não se ensine nem se aprenda, mas ajuda crescer a ouvir música!

      Abraço grande

      Eliminar
  4. Hola, paso de nuevo a visitarte
    La música para mí es como el agua, compongo música sacra, así puedes comprender cuánto me apasiona.
    Mil besos de ternura
    Sor.Cecilia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sor.Cecilia,

      A música para mim é um mundo, mas quanto à composição...sou um zero!

      Abraço grande

      Eliminar
  5. Argos,
    A musica depende da sensibilidade de cada um. Como a dança. Pode fazer-te sentar-te para ouvir, deita-te para sonhar, ir para a pista dançar.

    Em todos os casos há sempre uma transformação. E sempre um resgatar silencioso do grito. Nem sempre significa movimento, penso e pelo que disse.

    Belíssima definição deste sentir quer do outro que não está nas letras que deixaste.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "JP",

      Compreendeste bem este post. O que está escrito e que não está!

      Abraço grande

      Eliminar
  6. Tu sabes tanto e tens tanto aí dentro de ti... eu sei... confia!


    Abraço grande!

    ResponderEliminar
  7. Hola amigo Argos, muy buenas noches, paso a visitarte para dejarte mi saludo y leer tus maravillosas letras. Gracias por compartirlas.
    Me voy a tomar un descanso en mi blog, lo necesito. Te dejo un fuerte abrazo, siempre con cariño. Muchas gracias. Hasta mi vuelta.
    Lola Barea.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola Lola,

      Esperamos que regresses rápido, mas compreendemos que queiras fazer uma pausa.

      Abraço grande dos três amigos do "Farol"

      Tétis, Poseidón e Argos

      Eliminar
  8. Olá, Argos!

    Sentir a música é, também para mim, tal qual a definiste.
    Esse frémito interior, esse clarão multicolor que nos inunda a alma e apela ao movimento ondulante do corpo, num bailado que nos transforma em pássaros que voam livremente.
    Desde muito jovem que a dança foi o meu mundo maravilhoso.
    Pena que hoje tudo seja tão diferente. Na prática! O sentir continua igual!

    Um abraço!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Janita,

      A música e a dança resumem-se a isso: Sentir!


      Abraço grande



      Eliminar
  9. Argos,

    Donde hay música no puede haber cosa mala.

    Miguel De Cervantes Saavedra

    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Poseidón,

      Miguel de Cervantes se vivesse hoje talvez mudasse de opinião!
      ;)

      Abraço grande

      Eliminar
  10. Amigo Argos,

    Quem fez a pergunta certamente ficou satisfeito(a) e encantado(a) com a brilhante resposta que aqui escreveste.

    Em apenas 7 linhas e pouquíssimas palavras disseste tudo, traduziste e expressaste essa modo intenso de sentir a música que, estou segura, nem todos o conseguem. Só quem sente dessa forma é capaz de descrevê-lo como o fizeste.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  11. Olá Tétis,

    Não sei se quem fez a pergunta ficou satisfeito, mas sei que fui sincero!

    Abraço grande

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.