segunda-feira, 25 de junho de 2012

Vida


Quando o nosso chão é feito de terrenos pantanosos, aprendemos a voar.
  
O limite do nosso voo?
  
O alcance do abraço de quem nos ama. 

31 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá Chica,

      Esse limite é lindo por dois motivos, consegues adivinhar?

      Abraço

      Eliminar
  2. Olá amigo Argos

    Bonito pensamento, ou divagação como lhe chamas...

    Neste mundo em que vivemos nenhum chão é seguro, mesmo aquele que parece mais firme pode vir a tornar-se pantanoso, movediço e engolir-nos se, como bem dizes, não tivermos antes aprendido a voar.

    Sobre o limite do voo? Bem, como diz o ditado: "não vá o sapateiro além da chinela". Sei que neste caso este provérbio não se aplica totalmente porque sai um pouco fora do contexto do que pretendes dizer.

    De qualquer forma é sempre bom termos alguém que nos ama para nos deitar a mão no caso do voo correr menos bem. Dá-nos segurança sabermos que temos sempre à mão um bom pára-quedas que nos momentos de aflição nunca nos irá falhar.

    Um enorme abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tétis,

      Nenhum chão é seguro, mas por vezes somos nós que o tornamos mais pantanoso.
      Sobre o limite do voo?
      O abraço serve para não nos perdermos no infinito do céu de sonhos impossíveis.

      abraço grande

      Eliminar
  3. Bom Dia Tétis, obrigado por retribuir minha visita,fiquei feliz em ve-la no Belascoisas e no The Life.Lindo pensamento, gosto de msgs assim que faz a gente pensar, refletir, tirar lições para nosso crescimento espiritual.Tenha um ótimo dia!Bjus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lidiany,

      Transmitirei a sua mensagem à Tétis.

      Uma boa semana para si

      Eliminar
  4. Lindinha..convitinho ñ poderia deixar de abraçar nosso amigo poeta lord Mario Neves..por isso fiz uma pequena homenagem no meu blogger de poemas..petalas e rosas ...te espero para abraçar o amigo poeta Mário Neves.. beijus feliz semaninha..te dolu ..e fique com os anjinhos !!!http://petalaserosas.zip.net/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nadja,

      O seu convite será entregue à Tétis.

      Uma feliz semana também para si

      Eliminar
  5. E esse abraço revigora.

    Eu disse-o porque o senti! (http://quem-es-que-fazes-aqui.blogspot.pt/2012/06/sabes.html)

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Laura,

      Esse abraço revigora e serve de âncora!

      Abraço, visitarei o seu blog

      Eliminar
  6. Que todos consigam atingir...aquele abraço
    Abraços para si

    ResponderEliminar
  7. Andrade,

    Por vezes os braços que formam o abraço estão lá, nós é que não os queremos ver!

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. ¡Qué hermoso es abrazarse! El abrazo sana y da vigor.Deberíamos abrazarnos más de lo que solemos hacerlo.

    Feliz semana. Besos. María

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria,

      Mais abraços e sinceros!

      Abraço

      Eliminar
  9. Quanta verdade meu amigo querido.
    Deus nos aprimora para todas as coisas. Não há limite quando ele está no comando.
    O amor é algo admirável, nos abraça com todos os requintes.
    Ricardo, fico tão feliz por tudo ter dado certo, assim como sou feliz, por tê-lo em minha vida.

    Deus te abençõe

    ResponderEliminar
  10. Boa noite minha amiga! Obrigado pelas palavras no espaço da amiga nadjinha onde foi postado um soneto da minha autoria. E parabens por este lindo espaço onde a paz irradia em cada detalhe. Adorei o tema. "Um Farol de Amizade" cuja luz será sempre percebida e bem vinda a partir de então. Beijos na alma e até a proxima!;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulo,

      Agradeço o elogio ao "Farol" em nome dos três: Tétis, Poseidón e Argos.
      A sua mensagem será transmitida à Tétis.

      Abraço

      Eliminar
  11. Hola Tétis!Sou Mario Neves surgindo como um facho novo de luz em seu reluzente farol.Hás de estranhar minha aparição intempestiva por aqui, como se fosse um pára-quedista ou alguém que pudesse vir sem ser convidado. Creio que de certa forma fui convidado. Indiretamente mais fui. Viajei em busca deste farol desde o momento em que você gentilmente aderiu a uma homenagem que a Nadjinha do "Pedalas e Rosas" prestou pela passagem do meu aniversário. Fazendo o caminho inverso dos meus descendentes eu atravesso o Oceano Atlântico para agradecer o seu carinho e suas amáveis palavras registradas no "Pétalas". Deixo aqui para ser plantada aos pés deste farol uma sementinha de amizade no propósito de vê-la germinar e florescer. Espero ter a honra de recebe-la no "Amor...Desbragado Amor..." quando puder. Traga também uma sementinha de amizade para plantar aqui, pois como dizia Pero Vaz de Caminha, no antanho tempo da descoberta, em terras do Brasil em se plantando tudo dá. Agradecido despeço-me. Saudações Poéticas - Mario Neves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mário,
      A resposta a este comentário está na sua segunda mensagem.

      Cumprimentos do "Farol"

      Tétis, Poseidón e Argos

      Eliminar
  12. Sementes
    Mario Neves
    Nas semeaduras do tempo,
    a sementeira da amizade
    é duradoura e perene.
    São incontáveis os frutos
    colhidos nos caminhos
    da vida e da amizade.

    De todos os sentimentos,
    a amizade é, sem dúvida
    o mais regular;
    Não é tão intenso quanto o amor
    e nem arrebatador feito a paixão,
    a amizade serena, estável.

    Os amores passam...
    as paixões extinguem...
    a amizade fica pra sempre...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mário,

      Daqui o Argos, um dos "colaboradores" do Farol. Ao todo somos três: Tétis, Poseidón e Argos.
      A sua mensagem será reencaminhada para a Tétis.

      Eliminar
  13. Mas quando encontramos esse ABRAÇO...
    é ñ largar!
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  14. Creo que fuimos creados con un alma intensa y maravillosa dispuesta al vuelo, sin embargo a veces como bien dices el terreno que pisamos deja de ser firme, es entonces en el preciso momento que debemos elegir alzar el vuelo con todas nuestras fuerzas abrazados al amor y la esperanza o hundirnos en el.

    Me ha gustado mucho la entrada y la imágen, gracias.

    Mi abrazo y a Tetis que continúe recuperando sus energías y salud.

    Abrazos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Alborada,

      Gostei da tua mensagem, muito obrigado.

      Um abraço para ti também. Transmitirei a Tétis os votos de melhoras.

      Eliminar
  15. Por vezes somos obrigados a ganhar asas. A nossa sobrevivência assim o exige.
    E é forçoso que tenha limites o nosso voo?
    Quem nos ama, voa connosco, quem nos ama abraça-nos sem nos impor fronteiras, limites.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  16. Teresa,

    é bom limitar o nosso voo, acredita!
    Já pensaste que nos podemos perder lá muito em cima?

    Abraço

    ResponderEliminar
  17. Olá amiga Tétis, passei para saber como se encontra. Espero que bem melhor senão boa. Voar ás vezes é preciso mas temos que medir a altura. Beijos com carinho aos três

    ResponderEliminar
  18. Olá querida poeta! Saudades de vc! Lindo este texto, um dos mais tocantes que já li!
    Que bom que vc está se recuperando, daqui a pouco vc estará "novinha em folha".
    bjos saudosos

    ResponderEliminar
  19. Boa noite minha amiga! Tome nota do novo endereço do meu blog, já que o anterior travou e não posso atualizá-lo mais. Meu novo endereço é

    http://pmgds.zip.net/

    aguardo voce lá. beijos! E apague o anterior.;)

    ResponderEliminar
  20. Amigo Argos,

    - Y el abrazo de una madre, eso si que te hace volar.

    Um abraço meu amigo

    ResponderEliminar

Cada comentário a este post é mais um Facho de Luz que nos ilumina.
Mas, se apenas quiser assinalar a sua presença, dar-nos um recadinho ou dizer-nos um simples “olá”, poderá também fazê-lo no nosso Mural de Recados.
A equipa do Farol agradece o vosso carinho e Amizade.